Plástica no inverno

Nos dias frios, o pós-operatório é mais agradável

 

 

Muitos corpos perfeitos que desfilam nas praias no verão são os reflexos de uma maratona que passa não só nas academias de ginástica. Começa meses antes, durante o inverno. E nos dias mais frios do ano é melhor para se submeter a um procedimento cirúrgico por ser um período em que as pessoas costumam passar mais tempo dentro de casa, e consequentemente se expondo menos ao sol.

 

Todo ano, nesse período, as clínicas de cirurgia plástica têm um movimento até 40% maior graças a pacientes que procuram principalmente aumento dos seios e redução de medidas. Porém, a preocupação não está com a cirurgia em si, mas sim no pós-operatório. As cirurgias nos seios, abdômen e lipoaspiração, por exemplo, exigem o uso da cinta durante dias ou até mesmo meses, o que pode incomodar nos dias quentes de verão.

 

Segundo o cirurgião plástico Marcelo Daher o mais importante é o paciente estar motivado a fazer plástica e que a decisão não tenha sido tomada para seguir modismos. “As cirurgias podem ser feitas em qualquer época do ano. Inclusive, atendo muitas pessoas no verão que, além de não frequentarem a praia, podem ficar em ambientes com ar condicionado”, conta Marcelo Daher.

 

A operação plástica é gratificante quando o paciente e seu médico estão em sintonia para corrigir algo que aflige a pessoa. “É papel do médico analisar e apontar os prós e contras da operação”, afirma o cirurgião plástico.

 

Anúncios