Aspecto natural, anestesia local, redução de até 50% do tempo cirúrgico e alta hospitalar poucas horas depois. Essas são as principais vantagens do lifting eutrófico. A técnica inovadora e menos invasiva, proporciona um rejuvenescimento mais natural, além de nutrir a pele, mantendo o viço e o brilho.

Com o lifting eutrófico, a pele não é descolada do plano profundo. Assim, as ligações de vasos sanguíneos e nervos continuam intactas. O rosto bem nutrido (daí o termo eutrófico) e sem aquele aspecto plastificado, desvitalizado. É mais indicado, para pacientes a partir dos 40 anos, que apresentem flacidez na face. A técnica é aprovada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e não tem contraindicações.

A anestesia é local. O paciente não precisa ficar internado. Enquanto no lifting convencional a pele é deslocada por completo, no lifting eutrófico o deslocamento da pele é mínimo, restrito a quatro centímetros, rente à orelha. O excesso de pele é retirado, mas apenas os músculos são repuxados.

O procedimento dura três horas, não demanda o uso de drenos pós-operatórios e a pessoa vai embora para casa no mesmo dia. Geralmente, em dez ou 12 dias o paciente retorna às suas atividades de rotina. Deve evitar a exposição ao sol por dois ou três meses e ficar de repouso durante o período de cicatrização.

Anúncios